O seu browser não suporta JavaScript! Emanuel Gonçalves | ISPA – Instituto Universitário
PT

Newsletter ISPA

Corpo Docente

Emanuel Gonçalves
Emanuel Gonçalves

Informação Geral

Categoria Académica: 
Professor Associado
Departamento Cientifico-Pedagógico: 
Biociências
Unidade de Investigação: 
MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente
Gabinete: 
403
Extensão: 
307

Qualificações Académicas

Doutoramento em Ecologia e Biossistemática, Universidade de Lisboa, Portugal (1997)

Interesses de Investigação

Conservação da natureza e áreas marinhas protegidas


Estratégias de histórias vitais de organismos marinhos


Comportamento reprodutor e territorialidade


Estrutura e dinâmica de comunidades de recifes


Desenvolvimento e ecologia larvar


Processos de recrutamento, conectividade e seleção em comunidades de recifes

Principais Publicações

Abecasis, D., Horta e Costa, B., Afonso, P., Gonçalves, E. J., & Erzini, K. (2015). Early reserve effects linked to small home ranges of a commercial fish, Diplodus sargus, Sparidae. Marine Ecology Progress Series, 518, 255-266. doi: 10.3354/meps11054

 

Malone, T. C., DiGiacomo, P. M., Gonçalves, E., Knap, A. H., Talaue-McManus, L., & de Mora, S. (2014). A global ocean observing system framework for sustainable development. Marine Policy, 43, 262-272. doi: 10.1016/j.marpol.2013.06.008

 

Horta e Costa, B., Assis, J., Franco, G., Erzini, K., Henriques, M., Gonçalves, E. J., & Caselle, J. E. (2014). Tropicalization of fish assemblages in temperate biogeographic transition zones. Marine Ecology Progress Series, 504, 241-252. doi: 10.3354/meps10749

 

Horta e Costa, B., Erzini, K., Caselle, J. E., Folhas, H., & Gonçalves, E. J. (2013). ‘Reserve effect’ within a temperate marine protected area in the north-eastern Atlantic (Arrábida Marine Park, Portugal). Marine Ecology Progress Series, 481, 11-24. doi: 10.3354/meps10204

 

Horta e Costa, B., Batista, M. I., Gonçalves, L., Erzini, K., Caselle, J. E., Cabral, H. N., & Gonçalves, E. J. (2013). Fishers’ behaviour in response to the implementation of a marine protected area. PloS ONE, 8(6). doi: 10.1371/journal.pone.0065057